3º dose da vacina: Vale a pena fazer o reforço?

No final de agosto deste ano, o Ministério da Saúde anunciou mais uma recomendação

para o combate contra o coronavírus.

A recomendação é que a partir da segunda quinzena de setembro, alguns grupos de pessoas passem a receber uma dose de reforço na imunização contra a Covid-19.  No entanto,  essa nova orientação trouxe algumas inseguranças para a população, será que vale a pena fazer o reforço com a 3° dose da vacina?

Confira algumas informações sobre a dose de reforço da vacina.

3 dose vacina

Quem pode tomar a 3ª dose da vacina?

Para começar, não são todas as pessoas que irão receber a nova dose.  Por ora, foram anunciadas, a vacinação somente para as pessoas imunossuprimidas que já completaram o esquema vacinal, com  qualquer uma das vacina utilizadas na campanha nacional de vacinação contra a Covid-19, ou seja, quem  já recebeu as duas doses ou a dose única há pelo menos 28 dias e idosos acima de 70 anos que completaram o esquema vacinal há 6 meses.

Marcelo Queiroga, ministro da saúde, determinou que o reforço seria iniciado a partir de 15 de setembro, porém alguns estados adiantaram as aplicações.  A orientação do Ministério da Saúde,  é que nessa dose de reforço  seja utilizada, preferencialmente, uma dose da vacina da Pfizer, produzida pela BioNTech. E caso haja a falta desse imunizante, para que não ocorram mais atrasos no calendário de vacinação, a 3° dose também poderá ser feita com as vacinas de vetor viral, como é o caso da vacina da Janssen ou a Astrazeneca.

Por que vale a pena  receber mais uma dose da proteção contra a covid-19?

De acordo com especialistas da área da saúde, a aplicação da 3ª dose da vacina contra a Covid-19 é essencial para controlar a pandemia no Brasil, diminuindo os números de casos e consequentemente de mortes.

Para estes especialistas, a terceira dose vem como tentativa de melhorar a resposta imunológica do seu corpo e aumentar o alcance da proteção, visto que, estamos em pandemia há quase dois anos e mesmo após todo esse tempo e com todas as medidas de saúde ainda há uma uma alta taxa de transmissão do vírus.

Além disso, o vírus ainda conta com diversas variantes mais mortais e transmissíveis, e existe um tempo para desenvolver os estudos, obter materiais para produção,  fazer testes e aprovar e distribuir novas vacinas que protejam o nosso corpo de cada uma delas. Desta forma, a 3° dose é a alternativa mais viável no momento para se proteger das novas variantes.

Vale lembrar que as informações contidas nesse artigo sobre a vacina e a pandemia são atualizadas a todo momento, por isso, fique atento aos canais de informações de seu estado.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.